Passeios
Beber na Vinícola
Beber em casa

Glossário do Vinho

Glossário do Vinho

Apr 13, 2021

Apr 13, 2021

Última edição Apr 28, 2021

Última edição Apr 28, 2021

Criado por

Rafaela Maraninchi

Quem nunca leu um livro sobre vinho ou ouviu alguém falar uns termos estranhos e ficou com cara de paisagem, não entendendo nada do que estava acontecendo, que atire a primeira pedra. Aqui no Wine Locals ninguém é especialista em vinhos, muitos de nós temos dificuldade com algumas palavras (que diabos é bouchonné mesmo?) e a gente tá aqui para tornar a sua experiência com o vinho mais fácil e agradável.

Então a gente decidiu trazer para você um Glossário do Vinho, um dicionário com alguns dos termos mais importantes que você precisa conhecer. A gente já viu que são muitos, alguns podem ter ficado de fora, mas já sabe: qualquer dúvida nos chama lá no Instagram (@winelocals) que a gente vai te responder.

Ah, e a ideia é a gente ir alimentando e trazendo todas as letras do alfabeto aqui para vocês.

Então prepara o papel e a caneta para anotar!

A

Açúcar residual: É o açúcar natural das uvas que continuam presentes no vinho depois do processo de fermentação.

Adstringência: Sensação de ressecamento na boca, parece que a boca fica áspera.

Amadurecimento: Processo de evolução dos vinhos submetidos a um estágio em uma barrica de carvalho.

Aromas: São os perfumes do vinho, sensações percebidas pelo nosso olfato e paladar. (Ex.: Aroma de frutas vermelhas)

Aromas primários: São os aromas naturais da própria uva e sua variedade. (Ex.: aromas de frutas tropicais, frutas negras, entre outras)

Aromas secundários: São aromas formados durante a fermentação do vinho. (Ex.: aromas de manteiga, leite, pão tostado)

Aromas terciários: São aromas desenvolvidos ao longo do tempo, através de barricas de carvalho ou do envelhecimento em garrafa. Dão origem ao famoso bouquet do vinho. (Ex.: aromas de café, cacau, cogumelos, couro)

Acidez: É aquela sensação de frescor que nos faz salivar. É imprescindível para o vinho.

Aeração: Quando deixa o vinho “respirando” na taça, o oxigênio entra em contato com a bebida, deixando seus aromas mais evidentes e também evaporando um pouco do álcool do vinho, deixando mais agradável a bebida.

Agressivo: Quando o vinho é muito tânico, ácido e/ou alcoólico.

Aveludado: É quando o vinho traz uma textura sedosa, suave ao paladar.

B

Barrica: Pequeno barril, geralmente produzido com carvalho francês ou americano de 225 litros onde são colocados os vinhos para amadurecimento.

Blanc de Blancs: Vinho branco elaborado a partir de uvas brancas.

Blanc de Noir: Vinho branco elaborado a partir de uvas tintas/pretas.

Borra: Sedimentos sólidos que se depositam no fundo da garrafa. Muito comum em vinhos envelhecidos.

Brut: Termo utilizado em vinhos espumantes, significa que a bebida é relativamente seca, embora contenha algo de açúcar.

Bouquet/Buquê: É um conjunto de aromas complexos do vinho percebidos pelo nariz.

Bouchonné: Vinho com cheiro forte de rolha ou de pano molhado, por conta de um mofo específico da cortiça. É um defeito do vinho.

Bagaço: Após a prensagem, se tem um “bolo” formado por toda parte sólida da uva.

C

Cava: Vinho espumante espanhol produzido pelo método champenoise.

Cepa: É a variedade da uva. (Ex.: Merlot)

Chapéu: O chapéu é a parte flutuante formada pelos elementos sólidos (semente, casca, etc) que ficam na superfície do mosto (suco da uva).

Charmat: Método de elaboração de vinhos espumantes, em que a segunda fermentação se dá em grandes recipientes (cubas).

Clone: Uvas viníferas são clonadas de acordo com suas características. Se faz muito com a variedade Pinot.

Corte: Mesma coisa que Assemblage e Blend. É um vinho com uma combinação de várias uvas. (Ex.: um tinto com uvas Tannat, Cabernet Sauviginon e Merlot)

Crianza: Para denominar os vinhos espanhóis que envelhecem em barril. “Sin crianza” é “não envelhecido”, e “con crianza” é “envelhecido”.

Cru: Significa “crescimento” em francês, e define um vinhedo com características únicas onde se produzem vinhos de alta qualidade.

Cuvée: É uma seleção que corresponde a um vinho de identidade bem particular que pode ter sido objeto de cortes/blend ou não. No Champagne, esse termo corresponde ao vinho elaborado com os mostos (suco da uva) de primeira prensagem.

Clarificação: Processo para separar os sedimentos da bebida, para que o líquido fique mais límpido e claro.

Complexo: Quando o vinho apresenta diversos aromas, nuances e sabores, em diferentes graus de percepção. Com bouquet/buquê.

Corpo: É o "peso" do vinho em boca devido ao teor alcoólico e ao extrato seco da fruta. Pode ter corpo leve, médio ou encorpado.

Curto: É um vinho com pouca persistência, não deixa uma sensação duradoura na boca.

D

Denominaçao: Localização geográfica legalmente definida usada para identificar onde as uvas de um vinho são cultivadas.

Decantação: Ação de separar um líquido de seus sedimentos e borras.

Desengaçamento: Quando se separa as uvas do engaço.

Demi-Sec: Meio seco, ligeiramente doce e com maior teor de açúcar que o Brut. A quantidade de açúcar em gramas por litro está entre 33 e 50 g/l.

E

Engaço: É a ramificação que sustenta as uvas nos cachos.

Enófilo: A pessoa que aprecia e estuda sobre vinho.

Enólogo: Um especialista da ciência do vinho e da vinificação. Certas práticas enológicas não podem ser efetuadas sem a presença e controle de um enólogo.

Equilíbrio: É a harmonia entre ácidos, álcool, fruta, tanino, e outros elementos naturais encontrados no vinho.

Espumante: Vinho com segunda fermentação na garrafa (método champenoise ou clássico) ou em cuba fechada (charmat).

Encorpado: São vinhos com potência alcoólica mais forte e cor mais profunda. Na hora de provar, dão uma sensação mais "pesada" na boca por causa dos taninos.

Estrutura: Qualidade que resulta do extrato seco, teor alcoólico e outros componentes do vinho.

Enoteca: Coleção de garrafas de vinhos ou negócio de venda de vinhos.

F

Fermentação Alcoólica: Processo bioquímico pelo qual leveduras convertem o açúcar (glicose, frutose) em álcool e gás carbônico. Transforma suco de uva em vinho.

Floral: Vinhos com aromas de flores, normalmente brancos.

Fortificação: Método para interromper a fermentação com a adição de aguardente vínica durante o processo. O resultado é um vinho doce. Ex.: Vinho do Porto

Frutado: Com aroma ou paladar de frutas secas. Típico dos vinhos jovens.

Filoxera: É um inseto, parecido com um pulgão, que ataca as raízes das videiras do gênero vitis viníferas. Pode ocasionar a morte das plantas em pouco tempo.

Frisante: Efervescente, levemente espumante, bem menos que um Champagne, espumante ou Prosecco.

G

Grand Cru: Na França designa a um vinhedo de alta qualidade.

H

Herbáceo: Sabor vegetal característico da vinificação com o engaço. Aroma natural proveniente de algumas castas. Ex.: Cabernet Sauvignon, lembrando aroma de ervas frescas.

I

Icewine: Tipo de vinho feito a partir de uvas congeladas na videira. O resultado é uma bebida doce, servida geralmente para acompanhar a sobremesa.

Intensidade: Escala que mede a quantidade de aroma, sabor e cor de um vinho.

Gostou do nosso Glossário do Vinho? Fica ligado que vamos trazer vários termos para te ajudar a entender melhor esse mundo! E se você acha que faltou o significado de alguma palavra, nos avisa!

Quer mais dicas?

Deixe seu e-mail aqui que te enviamos varias dicas e sugestões para viver o que há de melhor no mundo do vinho!

Nome

E-mail

Quer mais dicas?

Deixe seu e-mail aqui que te enviamos varias dicas e sugestões para viver o que há de melhor no mundo do vinho!

Nome

E-mail

Links úteis
Informações de Contato

Fale com a gente através do email: oi@wine-locals.com

Parceiros oficiais:
Apoio:

© 2021 Wine Locals, todos os direitos reservados